O RETORNO TRIUNFANTE DO SENHOR RAMA A AYODHYA


Ao chegar a Ayodhya, o Senhor Ramacandra ficou sabendo que, em sua ausência, seu irmão Bharata, que havia assumido o reino por ordem de seu pai, estava muito infeliz: comia cevada preparada em urina de vaca, cobria seu corpo com casca de árvores, usava mechas de cabelo entrançadas e deitava-se sobre uma esteira de kusa. O misericordioso Senhor muito se lamentou ao encontrar seu amado irmão naquele precário estado.

Ao compreender que o Senhor Ramacandra retornava à Ayodhya, o Senhor Bharata imediatamente pôs sobre sua própria cabeça os tamancos do Senhor Ramacandra e saiu ao seu encontro em seu acampamento em Nandigrama. O Senhor Bharata fazia-se acompanhar por ministros, sacerdotes e outros cidadãos respeitáveis, por músicos profissionais que vibravam melodias agradáveis, e por brahmanas eruditos que cantavam alto hinos védicos.

Seguindo o cortejo, havia quadrigas puxadas por belos cavalos cujos arreios tinham rédeas de ouro. Essas quadrigas estavam decoradas com bandeiras e bordadas a ouro e com outras bandeiras de vários tamanhos e formatos. Havia soldados usando armaduras de ouro, servos portando noz de hétel, e muitas mulheres belas e famosas. Muitos servos seguiam a pé, carregando uma sombrinha digna de uma recepção real.

Acompanhado dessa maneira, o Senhor Bharata, com seu coração tomado de êxtase e seus olhos rasos d’água, aproximou-se do Senhor Ramacandra e, em grande amor extático, caiu a seus pés de lótus.

Um comentário: